Como economizar dinheiro ganhando pouco

Como economizar dinheiro ganhando pouco

setembro 3, 2021 0 Por odinheirista

Como economizar dinheiro ganhando pouco não é para qualquer um. No início você pensa em ganhar uma graninha e só. Bebibas, baladas, presentinhos, opções não faltam. Na boa, quem pensa em guardar quando você mal sentiu o cheio da grana?

Economizar? Nem pensar! Acabei de receber. Vou gastar porque eu mereço e tenho a liberdade para fazer o que eu quiser

Após  horas que parecem não ter fim e metas que não fazem sentido, no fim, a recompensa. Final feliz, você pensa. Responsabilidades, escolhas e consequências. É como estar na escola. Você observa o relógio e não vê a hora para o recreio começar.

Chega a ser frustrante ralar tanto e o dinheiro acabar rapidamente. E lá vai mais um mês até o próximo pagamento.

De que adianta ralar tanto e no fim a carteira vazia?

As oportunidades para jogar seu dinheiro fora são ilimitadas.

  • Comer fora nos finais de semana?
  • Segurar tudo?
  • Pedir um aumento?
  • Contar que estou apertado ou fingir que está tudo bem?

Como resolver? Se adicionar horas na labuta é a melhor alternativa, preste atenção a seguir. Sim, é possível sobrar, mesmo com pouco na carteira 🙂

ECONOMIZANDO SEM DOR

“Pagar as obrigações e se sobrar, eu guardo” é o seu lema. Pra que trabalhar se não usufruir os frutos do esforço? Tem que aproveitar a vida! Carpe diem.

Seu tempo nesse mundo é curto. Ao mesmo tempo, fazer seu dinheiro valer a pena é importante. Que há mais da vida do que trabalhar pelo salário, saber a data do vencimento e pagar as parcelas. Que o brasileiro é um gastador, não há dúvida. Entretanto, por que não há o mesmo zelo para manter o que ganhou? Por que é desafiador viver com menos?

Retirar parte do que recebe ANTES de efetuar qualquer débito em conta é obrigação moral. É garantir seus interesses acima do seu chefe. É assegurar as suas vontades sem satisfazer as opiniões alheias. Separar dez por centro, vinte ou 50 por centro é, antes de tudo, dormir tranquilo a noite.

Mas eu não sei quanto gasto!

DIGA-ME COMO GASTAS

Como economizar dinheiro ganhando pouco é mais do que grana no porquinho. É dizer sim para seus objetivos. Que o resto não importa. Que você está acima dos outros. è imperativo a consciência dos seus gastos pessoais. Dar as costas não é opção.

Quando der eu pago!

Na hora de trabalhar, você acorda cedo, as vezes sem tomar café da manhã, corre para não chegar atrasado, bate ponto. Todo santo dia. Se seu superior controla sua entrada e saída, por que não faz o mesmo com seus gastos?

Seus dispêndios são tão importante quanto respirar. Seja anotando no papel ou registrando no computador, acompanhar em tempo real é clarear o destino do seu dinheiro e, consequentemente, poupar.

Quanto gasto! Nem fazia ideia.

No fim, seus gastos se resumirão a:

  1. Supermercado
  2. Cartão de crédito
  3. Empréstimos/Financiamentos
  4. Cheque especial
  5. Creche/plano de saúde/TV por assinatura.

É tanto descontrole, que parece vício. Que o prazer de jogar o dinheiro fora só não se compara ao sexo. Qualquer semelhança com uma droga não é coincidência. Você foi feito para acreditar que sua vida não faz sentido, a não ser que você compre. “Não sou gastador”, você diz. Entretanto, parcelou em 10 vezes um telefone top de linha.

“O que vai ser da minha vida sem um celular de última geração”

 Já comprou o presente do dias das crianças, mesmo com a grana curta? Satisfazer os anseios dos seus filhos aplaca qualquer planejamento financeiro. Se já pensou que seria um pai irresponsável por recusar um presente nessa data especial, você sabe do que estou falando.

Planilhe seus gastos ou será dominado pelos anseios a sua volta. E são muitos, diga-se passagem.

SEU CONSUMO PRECISA MUDAR

Que ninguém gosta de ouvir o que fazer ou deixar de comprar com seu dinheiro é fato.

“O cara mal me conheçe e já vem com um monte de regras sobre como usar meu dinheiro?”

Não é uma conversa típica de bar. Fico imaginando o diálogo:

(Fulano 1) Se economizarmos na cerveja, teríamos mais de 500 reais no final do mês!!”

(Fulano 2) Sério? Então não sairemos até que tenhamos a grana!!

(Fulano 1) E aquele futebolzinho? São 100 reais de transporte mais o churrasco.

(Fulano 2) É mesmo! Gastamos demais com a picanha. Vamos ligar para os nossos amigos e cancelar nossas reuniões.

Abdicar de tudo para economizar? Nem pensar.Então como conciliar seus prazeres com moderação?

Economizar é bom, mas as experiências que o dinheiro proporciona também. Nem tudo se resume a juntar dinheiro. Amizades, confraternização, harmonia e descontração fazem parte das relações humanas. Gastar também é uma forma de bem-estar.

E você não é daqueles que só economiza pelo prazer de economizar, não é? Como sou adepto a redução gradativa dos hábitos, logo:

  • Se você come fora nos finais de semana, alterne-as (fim de semana sim, fim de semana não);
  • Indo ao cinema? Por que não assiste menos ou só vá quando o momento pedir (dias dos namorados, aniversários,etc…)?;
  • Sua conta de celular não pára de subir? Por que não troca de operadora, buscando o mesmo plano com um preço menor (acredite, é possível)?;
  • O quilo do feijão está caro? Conserve o que já foi feito e coma sem precisar cozinhar novamente.

Repare que eu não posso dizer o que você deve ou não consumir. Abdicar não resolve. Reduzir as frequências é uma nova forma de você consumir sem passar do limite. E, veja, você ainda vai nos mesmo lugares, come a mesma comida, só que de uma forma diferente.

Como você pode ser criativo para administrar melhor o que já possui?

CONSUMA COM ESPERTEZA

Nesse artigo, vimos como economizar dinheiro ganhando pouco. Alguns exemplos foram citados, mais precisamente:

  1. Economizando like a boss
  2. Conheça seus gastos
  3. Seu consumo precisa mudar

Nessa vida, abdicar nunca e nem será solução máxima para os seus problemas. Não conheço uma alma que tenha passado por privações sem sequelas profundas na sua psiquê. A maioria não resiste por muito tempo. Por que você seria diferente?

Portanto, economizar e continuar consumindo o que te deixa feliz não só é possível como deveria ser obrigação. Renúncias sem recompensas é pedir para continuar sem um puto no bolso. Não é sustentável, nem prático. Economizar não é sofrer; é gastar com esperteza.